CONSELHO DELIBERATIVO

O Conselho Deliberativo é o grande guardião do patrimônio do Clube. Integrado por conselheiros natos (permanentes) e eleitos (mandato de 04 anos), cabe ao Conselho legislar sobre o clube, fiscalizar o fiel cumprimento do Estatuto e do Regimento Interno, deliberar sobre questões patrimoniais e orçamentárias propostas pelo Executivo, entre outros temas.

A sua estrutura comporta a Mesa Diretora - que dirige os trabalhos do Conselho - e as comissões temáticas. O Conselho se reúne ordinariamente uma vez por mês, podendo realizar reuniões extraordinárias sempre que necessário. 

CONSELHO FISCAL

O Conselho Fiscal é um dos quatro poderes do Clube Náutico Capibaribe (Assembleia Geral, Conselho Deliberativo, Diretoria Executiva e Conselho Fiscal).

 

Trata-se de um órgão autônomo integrado por seis conselheiros (três titulares e três suplentes) com mandato de 04 anos. Os membros são indicados pela Mesa Diretora e submetidos à aprovação da maioria dos conselheiros.

 

O Estatuto do CNC assegura “condições de instalação, de funcionamento e de total independência, gozando os seus membros de inteira autonomia no desempenho de suas funções”.

 

Tem como missão zelar pelo patrimônio alvirrubro, através de fiscalização contábil, financeira e patrimonial do Clube Náutico Capibaribe e do Centro de Treinamento. As suas atribuições são detalhadas no Estatuto do CNC. 

 

Membros titulares:

 

Presidente: Alexandre Carneiro Gomes

Vice-Presidente: Carlos Eduardo Brito

Secretário: Marcos Lavor

 

Suplentes:

  • Willian Cabral

  • Mauro Pedro Chaves Sefer

  • Paulo Laurentino Filho

DIRETORIA EXECUTIVA

É a responsável pela gestão do Clube durante um mandato de dois anos. Cumpre a função de propor e executar um planejamento estratégico contendo plano de ação e metas. 

A administração e a representação do Clube Náutico Capibaribe são exercidas pelo presidente da Diretoria Executiva. A gestão atual, 2016-2017, está sob a presidência de Ivan Brondi.

Saiba mais: http://nautico-pe.com.br

ASSEMBLEIA DOS SÓCIOS

É o poder supremo do Clube, formado pelos sócios maiores de 18 anos e adimplentes. Pode ser convocada pela Presidência do Executivo, pelo Conselho Deliberativo, ou por 1/5 dos sócios. 

Cabe à Assembleia eleger e empossar o Presidente e Vice-Presidente da Diretoria Executiva e os membros do Conselho Deliberativo; destituir administradores do Clube; suspender Presidente e Vice-Presidente; deliberar sobre alguns contratos que versem sobre bens imóveis do Clube; modificar o Estatuto; deliberar sobre extinção, cisão, fusão, ou incorporação do CNC.