Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Twitter Basic Square

Uma festa em reconhecimento a todos que reacenderam o Caldeirão


Confira fotos da solenidade em https://www.cdnautico.com/galeria

Era 2016. A torcida clamava para que o time voltasse a atuar em sua casa, o Estádio dos Aflitos. Preso a um contrato, o Náutico só podia jogar na Arena Pernambuco, o palco construído para a Copa do Mundo de 2014. Nem todo o conforto, a beleza e a modernidade da Arena foram capazes de fazer com que o coração alvirrubro do torcedor reconhecesse aquele estádio longínquo como sua casa. A torcida queria voltar a jogar no seu Eládio Barros de Carvalho, na sede do Clube Náutico Capibaribe.

O Conselho Deliberativo do Náutico, que tomara posse também naquele 2016, tinha o mesmo desejo da torcida. Não era só voltar a jogar em casa: era ter o seu patrimônio recuperado, a torcida se sentir bem ao ir para um campo que não seria mais neutro, o torcedor voltar a sentir uma forte identidade com o clube. Era muito mais que voltar para casa: era reacender o Caldeirão Alvirrubro.

Também naquele 2016, a Arena Pernambuco rompeu unilateralmente o contrato, liberando o Náutico para retomar as rédeas de seu mando de campo. E foi o que o clube fez: em pouco tempo, o Conselho Deliberativo convocou uma Assembleia Geral de Sócios, que decidiu pela recuperação do estádio, à época abandonado pela falta de uso e pela escassez de recursos da entidade.

Uma Comissão Paritária foi formada, integrada por membros do Conselho e do Executivo. A falta de recursos passou a ser o principal obstáculo. Como levantar milhões de reais em um clube que nem garantia o pagamento da folha salarial dos funcionários? A resposta veio da torcida. Campanhas e mais campanhas foram realizadas para levantar fundos para a obra. E, apesar dos esforços, da colaboração de tantos, da boa vontade dos alvirrubros que contribuíram com o que puderam, os recursos ainda eram escassos.

Eis que surge, em 2017, uma clareira cheia de holofotes no fim do túnel. Um alvirrubro apaixonado pelo clube, com condições e vontade de ajudar decisivamente na reforma do estádio. O empresário Sebastião Figueroa deu o aporte financeiro necessário. E a obra, finalmente, decolou. O estádio foi reaberto em dezembro de 2018. Desde então, já deu imensas alegrias às famílias alvirrubras, e ajudou o clube a pagar suas contas. Em dia.

Toda esta saga memorável foi relembrada no dia 24 de Setembro de 2019, data em que o Conselho Deliberativo do Náutico realizou uma solenidade de entrega de comenda ao seu benfeitor Sebastião Figueroa, o novo Associado Benemérito do Clube Náutico Capibaribe. O empresário foi homenageado em nome de todos os que contribuíram para a reforma dos Aflitos, em nome de todos os que sonharam, desejaram e realizaram a Volta para Casa.